quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

La bella luna

Surgiu em minha vida branca como a lua
Iluminando as trevas de minha triste solidão
Ao morrer anoitecendo em meus braços
Renascera ao raiar do dia em meu coração

Seus cabelos negros como a noite
Mostra entre todas as mulheres a mais misteriosa
A flor mais linda irradiante e toda formosa
Que em uma noite vazia sob luz se fez minha

Se fez linda e pequenina sobre os meus braços
No meu abraço senti que era o mais feliz dos homens
Mesmo sabendo que você nunca poderia ser minha
Mesmo insistindo em uma única chance de te ter

Agora o que mais quero é te ver novamente
Ter você pelo menos uma única vez em meus braços
E sob a luz da lua em seu abraço adormecer feliz.

3 comentários: